quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Vida com Deus

Há mais de vinte anos  conheci o Senhor Jesus, e ao passar dos anos, o Senhor foi reservando lugares e pessoas para que fossemos levar a sua Palavra. Vamos a vários lugares para fazer orações no dia a dia. Já ajudamos a construir várias igrejas, tanto em projetos, quanto no que foi preciso. Trabalhamos simplesmente por amor ao Senhor, sem nenhum interesse financeiro. Que toda a honra e toda a glória sejam dadas ao Senhor.
Fomos para vários lugares semeando em corações a santa Palavra
 Nos lugares onde o Senhor nos levou não passamos em branco!
Quando o Senhor nos separa, temos que nos colocar à sua disposição a hora que Ele quiser, quando e, da maneira que  Ele bem quiser. Com todo o meu coração, amo trabalhar para o meu Senhor!
Voltando no tempo, logo após a minha conversão, já fui logo começando a evangelizar, estava esfuziante, querendo mostrar as pessoas o quanto Deus é real e verdadeiramente faz parte da nossa vida, e segui na fé!
O mais importante do que ser usado por Deus, é ouvir a Sua voz e obedecê-lo.
"Muitos só atentam para o exterior, para os dons, para o quanto a pessoa é usada por Deus, mas não atentam para o caratér de quem está sendo usado por Deus.
Muitos querem ser usados, desejam isso acima de tudo... Sabe porque? Por que ser usado por Deus atrai os "holofotes" para nós, atrai a atenção das pessoas, o reconhecimento... E é por isso que a nossa alma enganosa tanto deseja.
O problema não está em "ser usado". O problema é quando pensamos e acreditamos que isso é o máximo, que isso nos faz "bons", que isso nos faz melhores do que os outros, e que isso é que precisamos para sermos aprovados. Que grande erro cometemos.
O que nos faria ser aprovados por Deus (Pr. Eber): - A realização das vontades do Espírito Santo em nós, ou seja, as vontades do Espírito governando sobre as nossas vontades (o Governo do Espírito sobre a nossa alma), e a negação das nossas vontades por amor ao Senhor.
Esse é o nosso grande desafio: Enquanto vivermos, teremos que lutar, nos esforçar, para submeter as nossas vontades a soberana vontade de Deus, ao Governo dEle sobre nós".
Muitas pessoas de todo o tipo têm passado pela minha vida, muitas deixam admiração, outras, graças a Deus, muitos poucas, me deixam estarrecidas com comportamentos desagradáveis que mesmo servindo a Deus, se contaminam pelo o mundo e saem do foco principal, e ainda assim se achando certas. Em Mateus 12.24 diz: "E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará".
A Palavra de Deus é tão séria, que não podemos admitir que influência maligna, ambição, vaidade,  atinja a nossa alma e nos tire da presença do Senhor.
Vou citar na Bíblia três exemplos de quem não deu o devido crédito a Deus:
Esaú
1. Irmão de Jacó que vendeu os duradouros benefícios da primogenitura por um prazer alimentar. passageiro, um prato de lentilhas.
 "O prazer imediato costuma impedir a visão do futuro". Portanto, a bênção de Esaú foi dada a seu irmão.
Vamos ver o que diz Hebreus 12. 12 a 17:
12. "Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas e os joelhos desconjutados, 13. e fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja se não desvie inteiramente; antes, seja sarado. 14. segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor, 15. tendo cuidado de quem ninguém se prive da graça de Deus, e de que nehuma raiz de amargura, brotando, vos pertube, e por ela muitos se contaminem. 16. E ninguém seja fornicador ou profano, como Esaú, que por um manjar, vendeu o seu direito de primogenitura. 17. Porque bem sabeis que, querendo ele ainda depois herdar a bênção, foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que, com lágrimas o buscou".
A história de Esaú nos mostra que os erros e os pecados têm consequências mais duradouras do que imaginamos (Gênesis 25. 29 a 34; 27.36). Mesmo o arrependimento e o perdão nem sempre eliminam as consequências do pecado. Com que frequência você toma decisões baseando-se naquilo que deseja agora, em vez de tomá-las basenado-se naquilo que é necessário a longo prazo? Avalie os efeitos de longo prazo de suas decisões e ações.
Sansão
É triste ser lembrado por algo de errado que porventura fez na vida. Sansão possuia um grande potencial. Nascido como resultado da promessa do Senhor para os israelitas Manoá e sua esposa. Sansão faria uma grande obra para Deus, salvaria Israel dos filisteus, para ajudá-lo a realizar aquela determinação divina, ele recebeu uma enorme força física.
Sansão desperdiçou a sua vida; ele vivia um verdadeiro dilema, entre seguir o caminho de Deus e estar ao lado do modo de ser dos filisteus, iclusive casa-se com uma filisteia.
- Violou seu voto e as Leis de Deus
- Era controlado pela sensualidade
- Confiava nas pessoas erradas
- Usava seus dons e habilidades imprudentemente
O Senhor se retirou dele (Juízes 16.20); os filisteus lhe arrancaram os olhos; amarraram com cadeias de bronze fazendo dele um escravo; morreu aos destroços do templo de dagon, juntamente com milhares de inimigos do povo de Israel.
Judas Iscariotes
O traidor Mor - Como sabemos, um dos doze apóstolos de Jesus Cristo, que entregou o Senhor a seus captores por 30 moedas de pratas, entrando em desespero, enforcou-se, porém  a corda arrebentou-se e ele se arrebentou pelo meio (Mateus 27.5 e Atos 1.18).
Vou deixar um versículo para nos direcionar mais ainda.
"Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva é certa; e Ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra" (Oséias 6.3).
Avante!
Deus abençoe.

Nenhum comentário: