terça-feira, 28 de junho de 2016

Sentido Vinci | Pôr do Sol na Toscana IV

Um paradoxo: "Amo o Pôr do Sol, mas não gosto do entardecer". Sempre gostei do amanhecer; um novo dia, um novo recomeço, uma nova oportunidade do Senhor para as nossas vidas (Eclesistes 3. 22 e 23), e uma nova escolha para nós.
Ao acordar, podemos decidir o que é melhor; andar com Deus e fazer a Sua vontade, andar conforme a Sua direção; ou seguir adiante fazendo a nossa própria vontade do jeito que queremos e bem entendemos. Isso me fez lembrar agora, o hino número 15 da Harpa Cristã:
"Oh quão cego eu andei e perdido vaguei
longe, longe do meu Salvador
Mas do céu Ele desceu e seu sangue verteu
Pra salvar um tão pobre pecador
Foi na cruz, foi na cruz
Onde um dia eu vi
Meus pecados castigados em Jesus
Foi ali, pela fé que meus olhos abri
E agora me alegro em sua luz
Eu ouvia falar dessa graça sem par
Que do céu trouxe o nosso Jesus
Mas eu surdo me fiz, converte-me não quis
Ao Senhor que por mim morreu na cruz
Mas um dia senti meus pecados e vi
Sobre mim a espada da Lei
Apressado  fugi, em Jesus me escondi
E abrigo seguro nele achei
Quão ditoso então esse meu coração
Conhecendo o excelso amor
Que levou meu Jesus ao sofrer lá na cruz
Pra salvar um tão pobre pecador
Amém!
Todos os dias da minha vida escolho esse Caminho; "Andar no Caminho, seguir o Caminho, viver o Caminho"; Jesus é o Único Caminho, a verdade, e a vida! Glória a Deus!
Contemple a Natureza Perfeita de Deus
Me aguarde Vinci, estou chegando!
Arrivederci.

Nenhum comentário: