sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Mangal da Garças | Belém | Parte II

Um oásis para os que valorizam a natureza. Reproduz a geografia da costa paraense.
Antes uma área alagada com extenso aningal, depois  transformou-se em mais um belo recanto de Belém. Criado pelo Governo em 2005, é o resultado da revitalização de uma área com cerca de 40.000 metros quadrados às margens do Rio Guamá em pleno Centro Histórico de Belém.
Todas as árvores originais foram mantidas e preservadas.
Aberto diariamente das 9 às 18 h exceto nas segundas para manutenção do parque.  Entrada franca, menos para espaços com visitação monitorada, sendo o Borboletário José Marcio Ayres, Viveiro das Aningas, e Memorial Amazônico da Amazônia.
Armazém do Tempo
O espaço recebe visitantes. Atraidas pelo lago artificial e peixes ali cultivados, cerca de 50 a 60 garças visitam regularmente o viveiro
O ambiente foi todo estruturado para receber as aves. O viveiro por exemplo, sofre influência das marés o que permite a adaptação das aves aquáticas. 
Borboleta Julia - Pode ser encontrada nas três américas, alimenta-se de folhas de maracujá, é a espécie que tem vida mais longa, chega a atingir até seis meses.
Via www.mangaldasgarcas.com.br
Parque naturalístico Mangal das Garças é um show de beleza!
Foto via www.portalamazonia.com.br
Obrigada minha filha, lindo trabalho e passeio!
Deus abençoe.

Nenhum comentário: