domingo, 22 de março de 2015

Carência de Deus

É assim que vejo muitas pessoas; muitas se sentem perdidas, sem foco, sem saber o propósito de suas vidas.
Estava na Pinacoteca olhando essa escultura "Musa Impassível" de Victor Brecheret, e uma moça veio ao meu encontro.
 À princípio achei estranho... quando olhei rapidamente para atrás, ela estava chegando em minha direção muito rápido, falando da estátua: "Essa veio do Cemitério do Araçá, do Araçá, em homenagem a Francisca Júlia"; assim começou. Provavelmente, ela estava querendo desabafar, falar da vida, das angústias e  sei lá o quê... Observei o semblante agitado, as palavras perdidas, a confusão mental; gesticulava muito, e falava compulsivamente. Deixei a moça à vontade para entender o que se passava naquela mente atordoada e poder aconselhar da melhor forma.
Eu já disse aqui que amo trabalhar para meu Senhor; o prazer que sinto é inenarrável. Sei que a cada lugar que vou, é o Senhor que me leva, que eu possa compreender e fazer a sua vontade onde pisar a planta dos meus pés.
Para abreviar, "me disse que é professora e atualmente está fazendo um trabalho temporário, que não está gostando, que não é estátua para ficar parada, que quer ser livre, que tentou se matar..." e falou, falou, despejou o abismo em que vive.
Falei para ela que "já havia me sentido presa", e também não gostava. Agora sou livre! Livre porque o Senhor Jesus me libertou de várias "amarras"; da solidão, da angústia, da depressão, da insegurança; uma extensa lista.
Expliquei o quanto é importante andar com Deus, qual o propósito de Deus em nossas vidas, e que precisamos "receber a Cristo", declarar que Ele é o nosso Senhor e Salvador; sendo assim, fiz um convite pessoal. Bem, ela aceitou o convite que fiz, e ali mesmo orei pela aquela vida.
"Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus" (João 1.12).
Eu e você em Cristo Jesus:
1. Recebemos a Jesus Cristo pela fé: "Pois vocês são salvos, por meio da fé; e isso não vêm de vocês, é dom de Deus; não por obras. para que ninguém se glorie" (Efésios 2.8 e 9).
2. Recebemos a Jesus Cristo por meio de um convite pessoal: "Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei..."(Apocalipse 3.20).
Ninguém melhor do que Deus conhece a condição do homem e a sua necessidade de uma orientação sábia para o seu viver. Em seu amor, Ele proveu essa orientação em Sua Palavra, para o nosso bem, e para a Sua glória!
Impassível: Que não sofre, insensível a sentimento ou à dor, que não demonstra emoção, indiferente...
E não é bem assim que essa estátua se encontra?
É o seguinte: Não importa o que vai acontecer, o que você achou... Senti que o Senhor me levou até ali, fiz a minha parte, saí da Pinacoteca feliz, com plena certeza de dever cumprido, pode crer!
Deus abençoe.

2 comentários:

Ca disse...

Glórias a Deus por sua vida e por sua disposição em cumprir o ide do Senhor, anunciando o infinito amor do Criador por todos nós! Que você continue sendo benção onde quer que fores. Beijinhos.

Donna Gatta disse...

Amém Amada!Obrigada.
Saudade dos seus comentários.
A paz do Senhor Jesus.
Beijos.