terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Piazza della Signoria | Firenze VII

De acordo com a UNESCO, Florença possui a "maior concentração do mundo de obras de artes universalmente conhecidas", do Duomo de Brunelleschi aos afrescos de  Masaccio na Capela Brancacci, além de seus museus e ruas renascentistas. Suas principais atrações ficam no coração geográfico, histórico e cultural da cidade - o compacto amaranhado de ruas entre as praças "Piazza del Duomo e Piazza della Signoria".
Repletas de esculturas renascentistas, e com o magnífico Palazzio Vecchio, essa praça é o centro da vida local a séculos.
Foi aqui que o líder religioso Savanarola queimou as obras de arte da cidade - livros, pinturas, instrumentos musicais, espelhos, roupas finas e afins - em sua famosa fogueira das vaidades em 1497. Um ano depois o monge dominicano foi queimado como herege no mesmo local.
A cópia da famosa estátua do Davi de Michelangelo que guarda a entrada oeste do Palazzo Vecchio desde 1910 (a escultura original foi retirada em 1873 e está na Galleria dell'Accademia), continua sendo muito fotografada.
Estátua equestre Cosme I de Giambolongna
Fontana di Netuno de Ammannati
Loggia dei Lanze - do século 14, um museu a céu aberto onde são expostas obras como: O rapto das sabinas (c. 1583), de Giambologna, o Perseu (1554) de bronze de Benvenuto Cellini e as sete virtudes (1384-1489), de Agnolo Gaddi.
A loggia deve o nome aos lanzichenecchi (guarda-costas suiços) de Cosme I, que se aquartelavam no local.
Palazzo Vecchio - Foi projetado por Anolfo di Cambio entre 1298 e 1314 para a signoria (nível mais alto do governo municipal).
Em 1540 Cosme I fez do palácio sua residência Ducal e sede do governo e contratou Vasari para reformar e redecorar o interior. Pouco depois, ele e a esposa, Eleonora di Toledo, decidiram que os aposentos recém-reformados eram desconfortáveis demais para a numerosa família passar lá o ano todo, e Cosme comprou o Palazzo Pitti como residência de verão. Depois da morte de Eleonora e dos filhos do casal Giovanni e Garzia por malária em 1562, Cosme mudou permanentemente com o restante da família para o Palazzo Pitti. Desde então o prédio ficou conhecido como Palazzo Vecchio (Palácio Velho). Ele permanece como sede do governo da cidade, onde funcionam a prefeitura, a câmara municipal. A melhor forma de conhecer sua longa história de tramas e intrigas políticas é participar das interessantes visitas guiadas temáticas (reservar com antecedência).
É muita história hein?
Deus abençoe.

Nenhum comentário: