segunda-feira, 30 de junho de 2014

Arquitetura | Roma por Roma VIII

City Tour
Os romanos antigos afirmavam que a arquitetura era a expressão suprema das artes.
Um traço peculiar do planejamento de Roma foi a criação de vias principais com colunatas, arcos e monumentos. Outro traço característico é a existência das luxuosas termas, onde os senadores e membros da aristocracia discutiam política e ampliavam relacionamentos.
Roma:
 É uma das cidades com maior importância na história mundial, sendo um dos símbolos da civilização europeia.
Espalha-se pelas margens do Rio Tibre; compreendendo com seu Centro Histórico e suas sete colinas: Palatino, Aventino, Capitólio (Campidoglio), Quirinal, Viminal, Esquilino e Célio.
O interior da cidade encontra-se a Cidade do Vaticano (Santa Sé).
Na atualidade, conta com um número de habitantes próximo aos quatro milhões, tendo se transformado em uma cidade moderna, cosmopolita e, ao mesmo tempo, sabendo conservar o seu grande legado histórico. Ao passear pelas ruas da cidade, você redescobrirá a sua história.
Posso repetir:
"Roma perdeu o império mas não perdeu a majestade" Uau!
Glória a Deus!

Restaurante Al 34 | Roma VII

Via Mario di Fiori, 34 - Este restaurante é na rua do hotel em que ficamos. Bem concorrido, sempre cheio e descobrimos a razão: Tudo o que pedimos estava delicioso.
Decor
Lorenzo foi o garçom que nos atendeu; simpático, gentil e fala três idiomas.
Disse que iria colocar o restaurante na internet junto com a foto dele, chegando a conta, tinha um desconto de 5 euros!
Entrada
O prato do marido
O meu
Uma coca para encerrar.
Se vamos voltar? Vontade não falta!
Deus abençoe.

Vaticano, o menor país do mundo | Roma VI

Pegamos o metrô no Centro Histórico na Estação Spagna, e fomos até a Estação Ottaviano, chegando lá fizemos uma pequena caminhada seguindo o fluxo, não tem erro.
Centro do poder da Igreja Católica Romana e Estado soberano desde 1929, o Vaticano é governado pelo Papa. Cerca de mil pessoas vivem e trabalham nas instalações.
A Basílica de São Pedro atrai peregrinos de todo o mundo cristão. Nos palácios papais, ao lado de São Pedro, ficam os museus do Vaticano, os guardiões das maiores coleções de arte clássica e renascentista do mundo. A esses tesouros acrescentam-se ainda os maravilhosos afrescos de Miguel Ângelo na Capela Sistina, e os de Rafael nos aposentos particulares do Papa Júlio II, hoje denominados Salas de Rafael.
Lindíssimas! São 284 colunas em filas de quatro.
Li que:  "O obelisco foi construído por ordem de um Faraó da Quinta Dinastia, que governou o Egito entre 2500 e 2300 a.C., o obelisco foi transportado para Alexandria durante o governo de César Augusto. Anos mais tarde, foi para Roma, dessa vez por ordem de Calígula, que colocou o colosso no monte Vaticano, a poucos metros de onde ele está hoje. É que ali ficava o Circo de Nero, uma arena onde centenas de cristãos foram mortos, inclusive Pedro".
Preste atenção nas estátuas acima; com 3.20 m cada uma,  feitas pelos alunos de Bernini.
Rafael, Bernini e Michelangelo, três dos maiores artistas que a humanidade já produziu, trabalharam na construção da atual Basílica, que foi erguida entre 1506 e 1626.
Há muito para se ver no Vaticano:
-Praça de São Pedro
- Basílica de São Pedro - Fantástica, tendo dentre as suas obras primas o Baldacchino elaborado por Bernini. Ele captura a sua atenção logo ao entrar, pois é magnifico, o seu desenho é exuberante. É uma das principais partes da basílica, senão a principal. O altar está acima do túmulo de São Pedro.
- Cúpula de São Pedro (não fui) - Um amigo falou que: "A subida é complicada, escada estreita, subida cansativa, mas a vista de Roma é impagável, adorei! Vale cada Euro. Atenção especial para o acesso pela cúpula da Catedral de São Pedro acima da nave central".
- Roman Necropolis - Historicamente falando, é um lugar que não se pode perder. Muita gente nem sabe deste local quando vai ao Vaticano. É necessário agendar com antecedência. Sob a catedral de São Pedro no Vaticano sepulturas do seculo 1 DC com acompanhamento de guias altamente qualificados.
 - O Museu do Vaticano é simplesmente um mergulho na história da arte européia. Com obras riquíssimas e maravilhosas de Michelangelo, Rafael, Botticelli, Masaccio, Donatello, e muitos outros que marcaram a história do Renascimento italiano. A visita ao Meseu do Vaticano é obrigatória a qualquer turista.
 - Stanzi di Raffello - É uma das principais atrações dos Museus Vaticanos. Por ser grande, há a opção de evita-lo e encurtar o caminho em direção até a capela sistina. Vale a pena encarar o museu por inteiro e visitar o espaço com as obras do Rafael.
-   La Pieta - Apesar de estar protegida por grosso vidro é espantosamente bela a escultura de Michelangelo.
- Capela Sistina - Famosa pela belíssima pintura de Michelângelo, vale a pena a visita. Fica em um local pequeno. Não se pode tirar fotografias.
- Jardins do Vaticano
 Ao reservar um passeio com antecedência, garantimos entrada sem aquelas enormes filas.
www.biglietteriamusei.vatican.va  e tire suas dúvidas.
Deus abençoe.