quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Um Dia em Salvador | Parte I

Em primeiro lugar quero dizer que a maioria desses pontos turísticos se encontram aqui no blog, além de muitas postagens sobre Salvador.
Você só tem um dia em Salvador? Então corre! Disposição, câmera em punho e olho bem vivo; vai que você consegue. Estou falando que é andando. Cuidado com a calçada, muita atenção por onde pisa!
Passeio econômico. - Aí você me pergunta: "Tenho que sair andando?" Gente, turista é assim mesmo, anda "que nem um condenado!" rs...
Salvador foi fundada em 29 de março de 1549, foi a primeira capital do Brasil durante 214 anos. Esse lugar tem muita história para contar. Está pensando o quê, que a Bahia é só carnaval? Misericórdia!
Vamos fazer o seguinte:
O ponto de partida é o Campo Grande, precisamente no Teatro Castro Alves. É um símbolo das artes e da arquitetura na Bahia. Desde a sua inauguração, em 1967, o Teatro passou apenas por uma grande reforma, que ocorreu há quase 20 anos, para adequar o prédio a novos usos à tecnologia cênica atual, foi feita uma série de consultorias e diagnósticos técnicos entre 2007 a 2009.
Seguindo para o Politeama - Fundação Instituto Feminino da Bahia
Daqui vamos andando até a Praça da Piedade
Na "Piedade", como é conhecida pelos baianos, tem o Gabinete Português de Leitura em estilo manuelino, por vezes chamado de gótico português, uma variação portuguesa do gótico.
Quem já foi em Portugal, na cidade de Lisboa, vai se lembrar bem do Mosteiro dos Jerônimos em Belém, exemplo mais emblemático da arquitetura manuelina, encomendado pelo rei D. Manuel I pouco depois de Vasco da Gama ter regressado da Índia em 1502. Lembra muito, pois é o mesmo estilo; O prédio é lindíssimo e vale a visita! A Biblioteca está em período de reestruturação do acervo.
Horários: Segundas, quartas e sextas - 13hrs. às 17hrs. Terças e quintas das 8 às 12hrs.
www.gplsalvador.com.br  
A antiga sede da Secretaria Estadual de Segurança Pública;
À direita da foto: Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal da Bahia
 Igreja N.Sra. da Piedade
O Instituto Geográfico e Histórico da Bahia se encontra nas imediações, logo na esquina.
Desde 13 de maio de 1894 - Promove a publicação de livros e estudos, além de periódica e secular Revista do IGHB, que são verdadeiras fontes de referência para a pesquisa geo-historiográfica do Estado baiano.
Imponente edifício estilo neoclássico; possui uma biblioteca, aberta aos pesquisadores, e um museu.
www.ighb.org.br
  "Vou abrir parênteses", eu segui para o Fórum Ruy Barbosa pela Av. Joana Angélica, fica no bairro de Nazaré, que é um bairro bem antigo, decadente, já teve os seus dias de muito esplendor. Tem lindas casas, precisando de restauração; é pertinho da Arena Fonte Nova (estádio). O bairro também é ligação para a Cidade Baixa, Dique do Tororó, Barbalho.
De lá, andei de volta pela Av. Joana Angélica até a Rua da Mouraria e cortei pela Rua do Paraíso que sai bem do lado da Faculdade de São Bento, voltei na Av. Sete de Setembro.
"Apaga tudo!"
Bem, mas antes do Fórum estávamos na Praça da Piedade - Vamos partir de lá agora.
Seguindo pela Avenida Sete de Setembro, sentido Rua Chile, pertinho da Praça. Vai passar pelo Relógio de São Pedro (Largo de São Pedro), vai descendo até chegar na igreja do mosteiro, que chama-se Igreja de São Sebastião, mais conhecida como Igreja de São Bento pela população local.
O Mosteiro de São Bento, é o primeiro mosteiro beneditino das Américas, fundado em 1582.
Aqui tem uma Ladeira que chama-se Ladeira de São Bento...
Seguindo para o Centro Histórico - Subiremos a Rua Chile
A primeira rua à direita na foto acima, é a Rua Ruy Barbosa, passe adiante; entre na segunda, mais acima, que é a Rua da Ajuda.
Na "Ajuda",  tem a igreja católica N. Sra. da Ajuda, importante na história porque foi a primeira igreja construída dentro dos muros da cidade que estava em construção por volta de maio de 1549.
Foi também a primeira Catedral do Brasil e assistiu pregações dos padres Anchieta, Antônio Vieira e Manoel da Nóbrega, o fundador.


De uma riqueza de detalhes... 
 Siga até a Praça da Sé, fui por dentro, virei à direita na Rua Guedes Brito, e logo ali, na primeira esquerda, Rua do Saldanha, se não me falha a memória...
 
 ...em direção ao Largo do Terreiro de Jesus que é uma praça de grande importância histórica.
Além da Catedral, o terreiro abriga o Convento e a Igreja do São Francisco, a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco e, ainda, a Igreja da Ordem Terceira de São Domingos e a Igreja de São Pedro dos Clérigos. Estes templos, especialmente os dois primeiros, são expoentes máximos da arte colonial brasileira.
Na foto, a primeira  faculdade de medicina do Brasil
Tem uma ótima descrição do chafariz em www.salvadorcidadebaixa.blogspot.com.br
Largo do Cruzeiro de São Francisco e Ordem Terceira de S. Francisco
Um sorvetinho
Voltando - A igreja da foto é a Catedral
 "Oxe mainha  mas pra quê pressa?" Me deixe!
Dê uma descida até o Pelourinho pela rua lateral da Faculdade de Medicina para tirar umas fotos!
Se tiver mais disposição, vá até Santo Antônio Além do Carmo, já que está li, porque não? Só para olhar e clicar, não esqueça que só temos apenas um dia.
Tem o Convento do Carmo, que é um dos Hotéis Pestana, várias outras Pousadas charmosas, restaurantes, igrejas, o Forte de Santo Antônio. 
Volte pelo mesmo lugar e siga em direção a Praça da Sé
Praça da Sé
Logo depois à direita fica a Cruz Caída -  Em 1933, em meio a polêmica, contra à destruição do Patrimônio Histórico, a antiga Sé de Salvador foi demolida para que no lugar chegasse o progresso: O Centro da cidade precisava de trilhos para os bondes. Hoje os bondes não existem mais.
Mas, o Centro histórico de Salvador continua abarcando modernidades. A Cruz Caída por certo é uma delas. A obra do artista Mario Cravo Junior utiliza técnica de fundição em aço inox, com altura aproximada de 13 metros e feita para os festejos de 450 de fundação da cidade de Salvador.
Pois é... Para reurbanizar a cidade, vai matando a história dela. Passou da hora de acabar com a história, com a natureza.
Seguindo para a Praça Tomé de Sousa, também conhecida como Praça Municipal
Existem muitos prédios públicos, como o Palácio Tome de Souza (atual sede da Prefeitura)
 Vista para a baía de Todos os Santos
Forte São Marcelo
Comércio
Palácio Rio Branco - Antiga sede do Governo da Bahia
Ao lado esquerdo da foto, do outro lado da rua está a Câmara de Vereadores de Salvador
(Coloquei essa foto da Câmera que havia tirado outro dia que estava chovendo)
Na entrada do elevador tem a Cubana, desde 1930, a sorveteria mais antiga da capital.
Estátua do primeiro Governador Geral do Brasil, Tomé de Sousa;
ao fundo o Elevador Lacerda e vista do Palácio Rio Branco
Escada do interior do Palácio Rio Branco
Seguindo de volta para descer a Rua Chile
 Logo abaixo, tem uma bifurcação; à esquerda a Ladeira de São Bento (observe a cúpula do Mosteiro que é na Av. Sete de Setembro), e à direita a Rua Carlos Gomes, vá por ela.
Aqui é a Praça Castro Alves.
Um clique!
 Quase no final da Carlos Gomes, tem o Quartel dos Aflitos (no Largo dos Aflitos) à direita.
Construído em 1639; servia como depósito de armas e munições para outras fortalezas, conhecida na época como "Casa do Trem" - Você vai passar por ele.
Mais adiante à direita, a Casa da Itália.
Instituição sem fins lucrativos, cuja atividade principal é ministrar aulas de língua e cultura italiana para descendentes de italianos e brasileiros. Trata-se, portanto, de uma escola oficial que recebe uma contribuição do Ministério das Relações Exteriores da Itália e tem como finalidade difundir a língua e a cultura italiana. Além das aulas de língua e cultura, a escola organiza também cursos extras de cinema, música italiana, história da língua e da cultura, conversação, literatura e outras atividades culturais.
Coladinho a Casa da Itália  fica o Palácio da Aclamação 
"O Palacete dos Moraes", localizado na Praça da Aclamação, defronte ao Forte de São Pedro, ao lado do Passeio Público; pertenceu à Família Miguel Francisco Rodrigues de Moraes até 1911, quando a viúva D. Clara Cesar de Moraes, entendeu-se em negócio com o Governo do Estado que adquiriu o imóvel. O Palácio foi durante 55 anos a residência oficial dos governadores da Bahia; está em reforma e fechado para visitação.
 Vamos para outro post, pois esse está muito extenso e logo acabaremos nosso passeio por essa linda e castigada cidade.
Vi muita sujeira por Salvador, muitos buracos pelo asfaltos,  em várias ruas e avenidas, em excesso, calçadas detonadas,  e o Centro muito sujo, um horror.
Ah! Como um leitor chamou a atenção sobre os "trombadinhas", tenha cuidado, e obsverve bem a sua volta pricipalmente com o celular e câmera; tive várias ameaças andando pelo Centro em algumas oportunidades, quando estava com meu marido. Eles seguem a gente esperando uma distração para roubar. Uma vez, há muitos anos, chegando no Farol da Barra vindo do Porto da Barra, tiraram o meus óculos do rosto...
 Dica para almoço no Centro Histórico:
Se você gosta de comida natural, tem o Ramma no Largo do Cruzeiro de S. Francisco - (atualizando em 06/10/2014 - Mudou de nome, agora é Romã). Muito bom mesmo!donnagatta.blogspot.com/2015/04/centro-historico-roma-cozinha-natural.html donnagatta.blogspot.com/2014/08/ramma-pelourinho-virou-roma.html
- Restaurante do SENAC no Largo do Pelourinho, frequentado por turistas, fui duas vez e não gostei, acabei voltando mesmo "sem querer" e realmente  precisa melhorar muito a comida donnagatta.blogspot.com/2014/06/restaurante-escola-senac-pelourinho.html
- Maria Mata Mouro; Rua Ordem Terceira de S. Francisco, 8 - Muito bom, preço mais elevado.
- Restaurante Porto Moreira; Rua Carlos Gomes, 8 - Muito simples e boa comida donnagatta.blogspot.com/2014/08/porto-moreira.html
Obrigada pela visita e Deus abençoe.

2 comentários:

Itarcio disse...

Incrível que tenha conseguido fazer todo esse trajeto sem ser assaltado, rs.

Donna Gatta disse...

Graças a Deus tudo certo Itarcio! Coloquei uma observação no Post agora a respeito disso. Obrigada.
Deus abençoe.