sábado, 15 de junho de 2013

Parque (Jardim) da Luz IV | Coreto

Jardim da Luz - Um museu a céu aberto
Livro de Carlos Dias e Ricardo Ohtake
Editora Senac
Sinopse: Organizado de forma cronológica e com textos independentes, reúne depoimentos, reportagens, documentos, pesquisas sobre a evolução do jardim, do bairro da Luz, da cidade, da cultura em São Paulo e da preservação de nosso patrimônio histórico, com rica coletânea produzida ao longo de seus 200 anos.
Há um capítulo que narra o amplo restauro das edificações, do paisagismo e da flora do jardim, e outro que explora a flora e a fauna do espaço. Com projeto gráfico ousado, reunindo mais de 400 imagens, o livro permite diferentes leituras e reflexões sobre a história do jardim. 
 O Coreto localiza-se ao lado da antiga Casa de Chá (Ponto Chic).
Construído em 1901, foi projetado pelo arquiteto inglês Maximilian Hell, autor de projetos como a Catedral da Sé.
A função principal deste Coreto seria receber eventos musicais, servindo também como ponto de encontro da sociedade da época. No coreto ainda havia um sino que tinha a função de anunciar o fechamento do Jardim.
No Coreto foram recuperadas, fachadas, elementos decorativos, revestimento das paredes, pintura da estrutura, dos adornos e das luminárias.
O piso da calçada externa foi refeito e o do patamar principal, que estava cimentado, foi trocado por mosaico em três cores: vermelho, preto e cinza.

Conheço muito paulistano que nunca foi ao Jardim da Luz.
Deus abençoe.

Nenhum comentário: